domingo, 27 de dezembro de 2015

Sobre 2016 - Um Novo Ano




 
 Sempre achei estranha a simbologia da passagem do ano.
Ficava, mesmo quando pequeno, aguardando ansioso, a metamorfose mágica, ao fim do 3,2,1 “Feliz Ano Novooooo” ... e nada acontecia.
 Em algumas "passagens"  vinha uma emoção estranha, em outras, nada.
Introspecção, tristeza #quasedepressão, sono, e a velha e conhecida ansiedade.
E agora? Como será? O que virá? O que me aguarda? O que nos aguarda? Previsões, expectativas, ansiedade... Metas, promessas, objetivos, planos...
Ah, se fosse possível levantarmos um pouquinho, uma frestinha só desta cortina "invisivelmente densa", que separa um ano do outro...só para ver um trailer quem sabe. O problema é que com ou sem o trailer, vamos vive-lo, experimenta-lo, errando, acertando, crescendo, amadurecendo, esquecendo a contagem regressiva do ano...e da vida, senão a ansiedade pega de vez.
Mas vamos lá, se precisa uma meta, uma lista de realizações, aí vai:
Ser grato, com tudo, com todos. Gratidão. Palavra que incorporei na minha vida e que tem o poder da transformação, da mudança da lente.
Viver cada minuto, cada dia, cada mês e todo este ano próximo, com sabedoria e simplicidade
Praticar a gentileza, sem maiores explicações.
Agora a mais difícil das metas por conta das armadilhas...esquecer do ego, fazer com que ele não interfira nas intensões e nos atos, que se afaste o lado sombrio da força, e se isto não for possível ou fácil, que tenhamos a consciência diária dos malefícios que se tem quando não conseguimos nos livrar dele, e corrijamos a rota, com humildade recomeçando de onde paramos.
A felicidade é realmente o caminho.
Bom Ano Novo... depende de você, depende de mim, depende de nós...
Gratidão queridos e queridas que leram até agora e irão comigo mais um pouco.



Um comentário:

  1. Viver com humildade, a rainha das virtudes! Aí seremos imunes ao lado sombrio da força! Feliz Ano Novo, caro amigo! Franco

    ResponderExcluir