quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Reconhecimento da Acupuntura como Especialidade Odontológica

 
 

Desde 2008, através de uma Resolução do Conselho Federal de Odontologia (CFO 82/2008)  o Cirurgião Dentista foi habilitado para aplicar e utilizar diversas Práticas Integrativas e Complementares a Saúde Bucal, dentre elas a Acupuntura.

Habilitação, na verdade, refere-se a qualificação profissional dentro de um curso, com amplas áreas de abrangência. Do ponto de vista teórico, esta é uma situação que atende a alguns requisitos básicos, porém na prática, esta qualificação limita a atuação profissional sobre diversos aspectos.

Nos dias 13 e 14 de Outubro próximos, o CFO abre novamente a discussão sobre a possibilidade de tornar a Acupuntura uma especialidade odontológica através da Assembléia Nacional das Especialidades Odontológicas – ANEO.

Há alguns meses, os CROs de diversos Estados estão ouvindo, através de Assembleias Preparatórias Estaduais, o que os colegas das mais diferentes origens e atuações pensam sobre esta questão. No Estado de São Paulo, por unanimidade houve uma aceitação e aprovação para que isto ocorra, e em outros Estados a situação praticamente se repetiu, restando agora o crivo final que será dado na ANEO acima referida.

A Acupuntura, parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa, é um milenar método terapêutico de origem oriental, que se baseia na estimulação de determinados pontos do corpo, através da inserção de finas agulhas

Entre diversas aplicações na odontologia, a Acupuntura possui uma efetividade comprovada na resolução de vários tipos de dor na região da boca e face (não só dores de dentes como na ATM, músculos, etc) , em lesões na mucosa bucal, para analgesia, no controle da ansiedade, nos casos de apertamento dental e bruxismo, no controle de reflexo de vômito entre outras.

Na área das Ciências da Saúde, somente a Odontologia não há o reconhecimento da Acupuntura como especialidade, o que é uma situação no mínimo estranha, para não dizer constrangedora. A Fisioterapia reconhece a especialidade desde 1985 e a Medicina desde 1995 enquanto nas outras áreas há mais de 10 anos no mínimo.  

Além dos fatores elencados, a aprovação da especialidade Acupuntura em Odontologia permite a ampliação do mercado de trabalho do Cirurgião Dentista, que poderá também atuar no Serviço Público como Acupunturista, pois a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares exige o título de especialista em Acupuntura para tal.

Atualmente, essa prerrogativa é restrita aos médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e psicólogos. A presença maciça do CD na rede pública pode torná-lo o profissional de referência neste campo, uma vez que a especialidade seja aprovada.

Ainda como justificativa: Especialização, é uma titulação acadêmica que confere maior rigor à formação profissional, melhor controle na fiscalização, maior responsabilidade e  segurança para ambos – pacientes e profissionais.

Existe a necessidade, entre outros motivos, de respaldo legal frente ao crescente aumento, tanto no número de pessoas que procuram um atendimento complementar, indiscutivelmente eficaz e comprovado, como no número de profissionais que têm interesse em buscar novas formas de terapia.

Se você concorda, aceita, e utiliza ou quer utilizar a Acupuntura realizada por um Cirurgião Dentista Especialista, escreva um email para secretario@crosp.org.br com cópia para aneo@cfo.org.br manifestando de maneira simples o apoio e para o reconhecimento tão necessário e desejado pela classe odontológica.
A Saúde agradece, a população precisa: Acupuntura Especialidade Odontológica já!